Energia solar ajuda a reduzir os custos

25 de setembro de 2019 2 mins. de leitura
Produtor monta usina própria e vê gastos mensais com eletricidade despencarem de R$ 29.880 para R$ 500

A luz solar é aliada do produtor rural na hora de reduzir custos. E vem aumentando o número de agricultores convencidos disso. Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a geração de energia por meio de painéis solares dobrou entre janeiro e julho deste ano. Saltou de 50 mil sistemas para cerca de 100 mil.

As empresas do setor estão em expansão. Uma delas é catarinense Renovigi, que viu seu faturamento saltar de R$ 5 milhões para R$ 150 milhões em 2018. Este ano, a meta é atingir R$ 500 milhões. “As vendas de sistemas em regiões rurais, como Mato Grosso e Goiás, têm aumentado”, diz Alcione Belache, CEO da Renovigi, que trabalha com 5.000 parceiros que instalam os sistemas.

Um deles é a Vital Energy, de Mato Grosso. Há dois anos, o sócio proprietário Robert Anderson Cavalheiro foi procurado pelo produtor Alexandre Neis. A Vital projetou uma usina para geração mensal 43.200 kWh na fazenda de Neis, em Nova Ubiratã (MT). Para dar uma ideia de quanta energia isso significa, um silo secador de café consome em média 3.000 kWh por mês.


Leia também:
> Rochagem pode ser usada para diminuir custos
> Mecanização cresce na busca de redução de custos


“Ele gastava mensalmente R$ 29.880. Agora, paga em torno de R$ 500”, diz Cavalheiro. “Além de reduzir custos, a energia solar é amigável ao ambiente e garante a autonomia energética, já que muitos produtores sofrem com a baixa qualidade da rede elétrica disponível nas áreas rurais”, diz Ronaldo Koloszuk, presidente do conselho da Absolar.

Investimento se paga em 4 anos

Interessados em adquirir um sistema de energia solar têm várias linhas de crédito no Programa Agro Energia do Banco do Brasil. O teto do financiamento é de R$ 30 milhões. As taxas de juros variam de 2,5% a 12,75% ao ano.O produtor rural Alexandre Neis conseguiu recursos em uma dessas linhas e vai começar a pagar o investimento em dois anos. A previsão é que recupere o valor investido em quatro anos.

Gostou? Compartilhe!