Agronegócio impulsiona venda de produtos de força

25 de setembro de 2019 2 mins. de leitura
Empresas do setor apresentam alta de até 15% na comercialização de equipamentos como motores estacionários e geradores

O setor de produtos de força está em plena retomada. Depois de anos de crise, o segmento, que engloba motores estacionários, geradores, motobombas e roçadeiras, tem perspectiva de crescimento. É o que afirmam duas fabricantes que estão entre as líderes do setor: Honda e Yanmar. A primeira prevê vendas 15% maiores em relação a 2018, e a segunda espera uma alta de 10%.

A roçadeira da Honda trabalha em qualquer posição (Divulgação)

Os motores estacionários lideram as vendas. “No Norte e no Nordeste, a penetração do produto no agro está acima de 70%”, diz Alexandre Badra, supervisor de Vendas da Honda. Segundo ele, os moradores ribeirinhos utilizam os motores estacionários para transportar a família e até para ralar mandioca.

A Yanmar nasceu como fabricante de motores estacionários. “O agro é o principal cliente. Atendemos montadoras que produzem máquinas como tratores, pulverizadores, carretas e equipamentos de refrigeração para caminhões”, diz Sérgio Luiz Scarton, supervisor de Vendas de Produtos de Força da Yanmar.

Os geradores são outro item importante da categoria. “Quando falta energia, os produtores de legumes usam o gerador para embalar a produção. Se deixarem para depois, podem perder parte da colheita”, afirma Badra. Para os fabricantes, os ventos favoráveis poderiam ser mais fortes: “A falta de financiamento impede uma melhora mais significativa”, diz Scarton.

Gostou? Compartilhe!