Produção de etanol sobe 24% na 2ª quinzena de julho

9 de agosto de 2018 2 mins. de leitura
Aumento foi impulsionado pela destinação de mais de 60% da cana-de-açúcar à elaboração do biocombustível As usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 47,347 milhões toneladas de cana-de-açúcar na segunda quinzena de julho da safra 2018/2019. O volume é 7% menor que o total de 50,907 milhões de toneladas moídas em igual período da […]

Aumento foi impulsionado pela destinação de mais de 60% da cana-de-açúcar à elaboração do biocombustível

As usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 47,347 milhões toneladas de cana-de-açúcar na segunda quinzena de julho da safra 2018/2019. O volume é 7% menor que o total de 50,907 milhões de toneladas moídas em igual período da safra passada. Segundo dados apresentados pela União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica), no acumulado do primeiro quadrimestre de safra iniciada em 1º de abril o processamento atingiu 314,801 milhões de toneladas, alta de 5,52% sobre igual período da safra 2017/2018, quando foram processadas 298,338 milhões de toneladas de cana. Com 61,53% da oferta total de cana destinada ao etanol e apenas 38,47% ao açúcar, a fabricação do biocombustível somou 2,604 bilhões de litros na segunda quinzena de julho, alta de 24,66% ante igual período da safra passada de 2,089 bilhões de litros. Foram produzidos 1,739 bilhão de litros de hidratado, alta de 51,37% e 864 milhões de litros de anidro, queda de 8,02%. No acumulado da safra 2018/2019, 16,054 bilhões de litros de etanol foram produzidos, alta de 38,28% sobre igual período do ano passado. Do volume total de etanol fabricado até 1º de agosto, 11,112 bilhões de litros foram de hidratado, alta de 68,27%, e 4,942 bilhões de litros de anidro, recuo de 1,28% ante o mesmo período da safra passada. A produção de etanol de milho totalizou 22,87 milhões de litros na última metade de julho, totalizando 210,67 milhões no ciclo 2018/2019, informou a Unica. A produção de açúcar foi de 2,615 milhões de toneladas quinzena final de julho, baixa de 23,65% sobre igual período de 2017, e acumula 14,753 milhões de toneladas na safra, queda de 16,31% ante 2017/2018. O teor de sacarose na cana, medido na quantidade de Açúcar Total Recuperável por tonelada processada (ATR/t), foi de 150,64 quilos (kg) na quinzena final de julho, 7,44% superior ao de igual período da safra passada. No acumulado da safra, o teor de sacarose está em 134,67 kg de ATR/t, alta de 5,24% sobre 2017/2018. (Gustavo Porto – gustavo.porto@estadao.com)
Gostou? Compartilhe!