União dos ministérios ainda não é certa

1 de novembro de 2018 1 min. de leitura
Fusão das pastas da Agricultura e do Meio Ambiente não está definida, segundo Luiz Antônio Nabhan Garcia, um dos cotados para assumir o superministério
O deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS) foi indicado ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para ocupar o Ministério da Agricultura pelo presidente da União Democrática Ruralista (UDR), Luiz Antônio Nabhan Garcia, durante reunião na tarde e noite desta terça-feira (31) na casa de Bolsonaro, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio). “O setor produtivo (agrícola) se sente muito bem representado por esse deputado”, afirmou Garcia. “Mas, por enquanto, é um nome, não há nada definido”, alertou o presidente da UDR. Garcia afirmou não ter defendido o próprio nome para ocupar o ministério: “Tanto que eu trouxe o nome de outra pessoa”, afirmou. Segundo Garcia, também não há nada definido sobre a fusão ou não dos ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente. Ele mesmo se disse em dúvida sobre a viabilidade dessa fusão: “Não posso defender com a mesma ênfase como defendia antes, porque a gente precisa ouvir mais segmentos”, afirmou.
Gostou? Compartilhe!