Os pleitos da agricultura familiar

14 de dezembro de 2018 2 mins. de leitura
Setor se reuniu com Tereza Cristina, futura ministra da Agricultura; segmento demanda mais recursos e redução das importações de leite
A futura ministra da Agricultura, Tereza Cristina, se reuniu ontem, na sede do governo de transição, com representantes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul e com o deputado Heitor Schuch (PSB-RS) para tratar de questões referentes à agricultura familiar. De acordo com o deputado, duas questões são fundamentais no momento: o preço do leite pago ao produtor e os recursos do Ministério para a agricultura familiar. No verão, o consumo de lácteos tende a diminuir e, neste ano de grande produção, os preços do leite ao produtor se enfraquecem. Schuch pediu ao novo governo que reduza a importação e que compre leite para programas sociais como forma de aumentar o ganho do produtor. “É preciso estancar a importação, que estava vindo muito forte; em segundo (lugar), o governo fazer uma compra governamental para os programas sociais e aliviar esse grande estoque de leite”, disse o deputado depois do encontro. O parlamentar gaúcho pediu ainda recursos para a produção familiar. “No orçamento que está para ser votado, a agricultura familiar perde 27% da sua receita para subvenção. Tem que achar outras formas de trazer algum recurso para esse setor.” Schuch disse que a futura ministra está disposta a ouvir todos os setores, mas não adiantou se as medidas serão tomadas. Luisa Marini e Larissa Lima/ Broadcast Agro
Gostou? Compartilhe!