Senar levará assistência rural para produtores de Brumadinho

14 de junho de 2019 2 mins. de leitura
A iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) está incluída na Aliança por Brumadinho, programa coordenado pelo Ministério da Cidadania
A lama com rejeitos de minério invadiu a propriedade rural de muitos agricultores (Foto: Marcos Vinicius Nunes)

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) apresenta nesta sexta-feira, 14 de junho, o projeto SuperAção Brumadinho, com assistência técnica, gerencial e de ações sociais para atender, por dois anos, cerca de 790 famílias da área rural do município de Minas Gerais atingida pelo rompimento da barragem da Vale, em janeiro.

O programa está incluído na Aliança por Brumadinho, programa coordenado pelo Ministério da Cidadania em parceria com a iniciativa privada e o terceiro setor. As famílias rurais atendidas pelo Senar estão incluídas no cadastro único de programas sociais do governo, em situação de extrema pobreza com renda mensal familiar de R$ 89 a R$ 178.


Leia também

> Total de produtores afetados em Brumadinho não é conhecido > Futuro é incerto para os produtores rurais de Brumadinho

O Senar realizará ações voltadas para a saúde preventiva e capacitará profissionais para o trabalho no campo, como criação de pequenos animais, horticultura, fruticultura, apicultura, pedreiro, carpinteiro, eletricista rural, entre outros, além de atividades como produção de artesanatos em tecidos, sementes e cascas, produção artesanal de alimentos e doces.

Os beneficiados serão divididos em grupos de acordo com a aptidão agropecuária. Os técnicos do Senar farão as visitas bimestrais para acompanhar a evolução dos produtores e seus resultados em todas as etapas. Em contrapartida, o Ministério da Cidadania destinará R$ 2.400 por projeto, valor dividido em duas parcelas. O beneficiado realizará o saque pelo cartão do Programa Bolsa Família na medida em que o recurso for liberado.

No projeto SuperAção Brumadinho, após o diagnóstico socioeconômico e ambiental, serão definidas ações de capacitação e assistência técnica e gerencial. Em seguida, os produtores serão mobilizados, terão um acompanhamento da evolução, com gestão sistêmica das etapas do projeto. No fim, terão a gestão operacional, econômica e técnica dos resultados gerados pelas ações propostas.

Gustavo Porto – Broadcast | Agro
Gostou? Compartilhe!