Produção argentina de trigo deve ser maior

30 de novembro de 2018 2 mins. de leitura
Giro técnico da Abitrigo aponta um volume 22% maior na região de Bahia Blanca, província localizada ao Sul de Buenos Aires
Produtores de trigo da região de Bahia Blanca, ao sul da província de Buenos Aires, na Argentina, devem colher 5,5 milhões de toneladas na temporada 2018/19, volume 22% maior que o de 2017/18, segundo a Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo). A estimativa tem por base informações coletadas durante o giro técnico realizado entre 21 e 23 de novembro na área, que se estende por 3 mil quilômetros e 1,62 mil hectares, segundo nota da entidade. Cerca de 80 representantes de cooperativas, cerealistas, indústria, tradings, fornecedores de insumo e da produção de trigo se dividiram em três circuitos paralelos a partir de Bahia Blanca, com destinos a Necochea, Coronel e Suárez Macachín. Depois de analisar mais de 240 lotes do cereal argentino, a Abitrigo estima rendimento médio de 4.000 kg/hectare, 13% a mais que o previsto no último giro feito pela associação na região, em 2017. Segundo o consultor técnico da Abitrigo, Sílvio César de Souza, além das condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento das lavouras, o bom desempenho deve refletir também investimentos em tecnologia. “Investir em controle de pragas, insetos, doenças e na fertilização estratégica ajudam a assegurar resultados satisfatórios para toda a cadeia produtiva do cereal”, ressaltou em nota. Entre os dias 4 e 7 de dezembro a Abitrigo promoverá o último giro técnico deste ano na Argentina, desta vez partindo de Mar del Plata, cidade no centro-leste da Argentina. O giro será realizado em parceria com a Bolsa de Cereais de Mar del Plata e a Federação dos Armazenadores da Argentina. Clarice Couto / Broadcast Agro
Gostou? Compartilhe!