Conheça o evento

Adubação biológica: aumento de produtividade e redução de custos

A adubação biológica é uma alternativa sustentável ao uso de produtos químicos e uma forma de reestruturar solos degradados e compactados

Adubação biológica: aumento de produtividade e redução de custos
21/02/2020 • 3 min. de leitura

O uso de adubos químicos na agricultura causa empobrecimento do solo e compromete safras inteiras. De acordo com um relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), 30% dos solos do mundo estão degradados. Isso pode comprometer o rendimento das culturas agrícolas em até 60%, além do equilíbrio da biodiversidade.

A compactação do solo é um dos principais impasses enfrentados pelos produtores brasileiros e é um resultado da prática da atividade agrícola, que altera a diversidade da terra e faz com que ela perca mais de um terço de suas propriedades vitais.

Para as plantas, solo compactado significa dificuldades e limitações ao crescimento, o que prejudica as lavouras. Para o bolso do produtor, significa mais custos, pois para combater o empobrecimento do solo, corrigir e manter seu equilíbrio são aplicados mais adubos químicos. No entanto, o uso prolongado dessas substâncias transforma o solo em não produtivo e a longo prazo causa danos ao ecossistema.

(Fonte: Freepik/onlyyouqj)

Como alternativa, foi introduzida a adubação biológica no manejo do solo, para promover sua reestruturação. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) defende que o uso de adubação orgânica pode aumentar a produtividade e maximizar a proteção do meio ambiente.

O que é a adubação orgânica ou biológica

A adubação biológica é uma opção natural de tratar o solo para o plantio. A compostagem do adubo é feita com recursos da própria fazenda. O produtor tem uma biofábrica, com equipamentos necessários para a produção do adubo biológico, criado a partir de excrementos animais e resíduos vegetais, água e um componente usado na fermentação.

A adubação biológica já tem sido amplamente utilizada por produtores em todo o País.

Benefícios da adubação biológica para lavouras, produtor e meio ambiente

Segundo a Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), a adubação biológica diminui cerca de 56 milhões de quilos de emissão de CO2 na atmosfera. Além desse, há muitos outros pontos que encabeçam a lista de benefícios da adoção da adubação biológica.

A melhoria da saúde vegetal e o ganho de produtividade são notados rapidamente após o início da prática. Com o restabelecimento da biodiversidade microbiana do solo e o condicionamento de suas propriedades químicas, físicas e biológicas, a agricultura, a pecuária e o reflorestamento são beneficiados.

Outro ponto que pesa muito a favor da adubação biológica é a redução de custos ao produtor, que deixa de gastar com métodos mecânicos de descompactação do solo, por exemplo. Isso, somado ao aumento da produtividade, mostra um cenário bastante favorável ao empreendedor.

(Fonte: Freepik)

Outros benefícios da adubação biológica são:

  • aumento da infiltração e retenção de água no solo: com o solo descompactado, a irrigação acontece normalmente, pois, quando compactado, sua capacidade de reter água é limitada;
  • potencialização da eficiência de fertilizantes: esses produtos têm a função de fornecer nutrientes para o desenvolvimento das plantas e melhorar a produção na agricultura; com a ajuda da adubação orgânica, pode-se esperar bons resultados das plantações.

É importante salientar que as práticas de agricultura sustentável compõem um plano global, como a Agenda 2030, e estão entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Se interessou pelo assunto? Aprenda mais com especialistas da área no Summit Agro. Enquanto isso, acompanhe as notícias mais relevantes do setor pelo blog. Para saber mais, é só clicar aqui.

Fontes: Embrapa, SNA, FAO