Sobre o Summit Agro

Motor da economia

Durante a pandemia de coronavírus, o agronegócio se firmou como o setor que mais cresce na economia brasileira. Ele foi o único a ter resultados positivos no primeiro trimestre de 2020: o PIB do agronegócio aumentou 1,9% nos três primeiros meses do ano.

Essencial, o setor é responsável por encher a mesa da população e gerar riqueza para o País. Isso é feito com base no tripé tecnologia, sustentabilidade e inovação. Se por um lado novos equipamentos, como drones, ajudam a fazer a gestão mais eficiente das fazendas, por outro, a inovação garante outras técnicas de manejo que elevam a produtividade do campo e agregam valor ao produto nacional. Intrínseca nesse processo está a sustentabilidade, que faz os olhos dos importadores brilharem e propicia a saúde do planeta para a produção do futuro.

Confira a programação

Garanta seu ingresso

Agronegócio brasileiro e a sustentabilidade

Das 14h às 14h20

23/11 - ABERTURA - O Brasil que produz e preserva

A pressão ambiental sobre o setor agropecuário brasileiro se intensifica. De um lado, governo e o agronegócio se defendem, garantindo que o País pratica uma produção sustentável. De outro, a sociedade civil e os fundos de investimento – em meio a trágicas notícias de destruição de importantes biomas com desmatamento e queimadas, como Amazônia e Pantanal – pedem garantias concretas desse cuidado ambiental. O Summit Agronegócio 2020 vai discutir em que o agronegócio evoluiu, em termos ambientais, e em que precisa – e deve – avançar.

César Hanna Halum

Secretário de Política Agrícola - SPA/MAPA

Gustavo Junqueira

Secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento de São Paulo

Das 14h20 às 15h

23/11 - KEYNOTE SPEAKER - O Futuro do Agronegócio Brasileiro no Novo Cenário Internacional

Justin Adams

Executive director of Tropical Forest Alliance (TFA)

15h às 16h30

23/11 - PAINEL 1 – REPUTAÇÃO DO AGRO – ERROS, ACERTOS E EXIGÊNCIAS AQUI E LÁ FORA

O Brasil é uma potência agroambiental, pois produz alimentos para si e para o mundo e ainda preserva quase 70% de seu território. É, porém, fustigado lá fora como desmatador. Como mudar essa visão?

André Guimarães

Diretor executivo do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) e cofacilitador da Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura

Andre Meloni Nassar

Presidente executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove)

Christian Lohbauer

Presidente executivo da CropLife Brasil

Leonardo Lima

Diretor de Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dourados

Marcello Brito

Presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag)

Das 16h30 às 17h

23/11 - PAINEL TECH - Case Ideas for Milk

Paulo do Carmo Martins

Pesquisador da Embrapa - Ideas for Milk

Das 14h às 15h30

24/11 - PAINEL 2 – PECUÁRIA, O CALCANHAR DE AQUILES DA BOA IMAGEM AMBIENTAL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

A pecuária brasileira evoluiu em genética, produtividade, intensificação do uso do solo e fixação de carbono. As notícias desse salto em produção sustentável de carne, porém, ficam restritas ao setor, sempre o primeiro a ser acusado de desmatamento no agro.

Breno Felix

Diretor de Produtos da Agrotools

Caio Penido

Presidente do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) e membro da Liga do Araguaia (MT)

Liège Vergili Correia

Diretora executiva da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec)

Nivaldo Grando

Diretor da área de Grandes Animais da Boehringer Ingelheim

15h30 às 16h15

24/11 - PAINEL TECH - TECNOLOGIA E CONECTIVIDADE NO CAMPO

Paulo Bernardocki

Diretor de Soluções de Redes da Ericsson para o Cone Sul da América Latina

Rodrigo Bonato

Diretor de Tecnologia e Soluções Inteligentes da John Deere para América Latina

Ronei Sana

Coordenador de Agricultura Digital da SLC Agrícola

Das 16h20 às 16h50

24/11 - PAINEL TECH - Case Arpac

Eduardo Goerl

CEO e fundador da Arpac

Das 14h às 15h

25/11 - PAINEL 3 – CAMINHOS TRILHADOS E AINDA POR TRILHAR PARA UM AGRONEGÓCIO SUSTENTÁVEL DE FATO

A evolução da sustentabilidade no agronegócio brasileiro é real, mas ainda há muito a ser melhorado, tanto em termos da produção em si quanto a respeito de políticas públicas, como a implementação efetiva do Código Florestal e dos Programas de Regularização Ambiental e a regularização fundiária.

Samanta Pineda

Advogada especialista em Direito Ambiental

Francisco Beduschi

Especialista em Agronegócio Sustentável da National Wildlife Federation (NWF)

José Eduardo Vieira de Moraes

Regional regulatory director Latin America da Basf

Marcelo Ramos

Deputado federal pelo PL-AM

Muni Lourenço

Presidente da Comissão Nacional de Meio Ambiente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA)

Das 15h30 às 16h

25/11 - PAINEL TECH - Case Tecnologia na análise e concessão de crédito para o agronegócio

Bernardo Fabiani

CEO da TerraMagna

Das 16h às 16h30

25/11 - PAINEL TECH - Case xarvio™ FIELD MANAGER

Lucas Marcolin

Gerente comercial de produtos digitais do Xarvio

Realização

Apoio

Patrocinadores